Notícias

Voltar
10/06/2020

Em Live do Nucleovet José Ribas Junior destacou a necessidade de plano estratégico para os setores de aves e suínos no Brasil


Em Live do Nucleovet José Ribas Junior destacou a necessidade de plano estratégico para os setores de aves e suínos no Brasil

Reunir um grupo de notáveis visando gerar um plano estratégico para os setores de aves e suínos no Brasil foi a proposta defendida por José Antonio Ribas Júnior, presidente da Acav, em Live do Nucleovet - Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas, realizada no dia 04 de junho, no canal da entidade no Youtube. “Temos uma avicultura e suinocultura muito competentes, temos que aprender a vender isso”, destacou. De acordo com Ribas o setor de proteína animal precisa se comunicar com o novo consumidor, entender os canais e a linguagem e ter transparência na comunicação e mostrar como produz os alimentos.

A mediação da Live foi feita pelo médico veterinário Lucas Piroca, Vice-Presidente Nucleovet e a jornalista Eliana Panty para discutir as ações da indústria para continuar produzindo em meio à pandemia e, da mesma forma, proteger seus trabalhadores. Lucas lembrou que esta foi mais uma Live da campanha "Proteína Animal - Do Passado ao Futuro". Lançada em maio, a Campanha visa envolver entidades, mídias parceiras e profissionais da saúde mostrando os benefícios do consumo e os desafios do cenário atual. Uma série de entrevistas com profissionais, entre eles veterinários, nutricionistas, médicos e pesquisadores compõe a campanha.

Ribas Júnior alertou para comunicação pouco efetiva dos setores produtivos de proteína animal para a sociedade. “A gente gosta de mostrar e amplificar nossas falhas e fragilidades, valorizando pouco o produto nacional”. Ele lamentou a campanha “contra” o setor, “como se fosse um multiplicador de uma pandemia que está posta aí”. Segundo ele, todo o setor, das granjas aos frigoríficos, seguem protocolos que estão entre os mais rigorosos do mundo. “O setor de alimentos já tem no seu escopo a proteção, o cuidado microbiológico, a higiene, e nós estamos ampliando isso para que as pessoas levem esses cuidados para o núcleo familiar”.

O momento, acredita Ribas, é de muitos aprendizados pois a pandemia não veio com manual de instruções. “Precisamos desfocar do problema e olhar para as oportunidades. Pós pandemia o mundo será diferente sob a ótica de como o consumidor avalia a importância do alimento seguro. Para o Brasil é uma excelente oportunidade”.

O setor precisa se organizar e assumir o papel de protagonista, salienta Ribas. A produção de alimentos é uma atividade essencial e a crise seria muito maior se houvesse falta de comida. “Precisamos convergir os objetivos do setor e criar plano estratégico de aves e suínos.Não podemos perder a guerra para nós mesmos”, complementou.

Reveja a Live em: http://abre.ai/nucleovet

N�cleo Oeste de M�dicos Veterin�rios e Zootecnistas (Nucleovet)

49 3329.1640 | 49 3328.7825

secretaria@nucleovet.com.br

Estrada Municipal Barra Rio dos Índios
SN, km 359, Rural, Caixa Postal: 343
CEP 89.815-899 | Chapecó | SC


Desenvolvido por BRSIS / Nova Comunicação